MEDICINA HIPERBÁRICA, O QUE É?

gothsonn 3 de outubro de 2018 Nenhum comentário

MEDICINA HIPERBÁRICA, O QUE É?

O QUE É: A Oxigenoterapia hiperbárica (OHB) é uma modalidade terapêutica na qual o paciente respira oxigênio puro (100%), enquanto é submetido a uma pressão 2 a 3 vezes a pressão atmosférica ao nível do mar, no interior de uma câmara hiperbárica. Ela provoca um espetacular aumento na quantidade de oxigênio transportado pelo sangue, na ordem de 20 vezes o volume que circula em indivíduos que estão respirando o ar ao nível do mar. Nestas condições, o oxigênio produzirá uma série de efeitos de interesse terapêutico, tais como: combate infecções bacterianas e por fungos, compensa a deficiência de oxigênio decorrente de entupimentos de vasos sanguíneos ou destruição dos mesmos, como acontece em casos de esmagamentos e amputações de braços e pernas, normalizando a cicatrização de feridas crônicas e agudas; neutraliza substâncias tóxicas e toxinas, potencializa a ação de alguns antibióticos, tornando-os mais eficientes no combate às infecções e ativa células relacionadas com a cicatrização de feridas complexas.  Veja mais aqui…  https://sbmh.com.br/medicina-hiperbarica/o-que-e/

Resultado de imagem para MEDICINA HIPERBÁRICA

Câmara Hiperbárica

CÂMARA HIPERBÁRICA: A câmara hiperbárica consiste em um equipamento médico fechado, resistente à pressão, geralmente de formato cilíndrico e construído de aço ou acrílico e que pode ser pressurizado com ar comprimido ou oxigênio puro. Podem ser de grande porte, acomodando vários pacientes simultaneamente (câmaras multipacientes), ou de tamanho menor, comportando somente um indivíduo (câmaras monopacientes).

O OXIGÊNIO: O oxigênio é administrado através de máscaras e capacetes de plástico apropriados para esta finalidade. Existe ainda a possibilidade, em se tratando de câmaras monopacientes, de o paciente respirar o oxigênio diretamente da atmosfera da câmara, quando esta é pressurizada com este gás. Veja mais aqui…  https://www.hiperbarico.com.br/beneficios-tratamento-hiperbarico.php

Resultado de imagem para MEDICINA HIPERBÁRICA

INDICAÇÕES GERAIS: Normalmente o tratamento é indicado para feridas de difícil cicatrização (como, por exemplo, nas nádegas de pessoas acamadas por um longo período e nos pés de diabéticos); infecções graves com destruição muscular, de pele, ou gordura subcutânea; lesões de bexiga, intestinos, ossos e cérebro, causadas tardiamente por radioterapia; esmagamentos e amputações traumáticos; infecção crônica dos ossos; procedimentos de cirurgia plástica reparadora, quando se recobre uma ferida com pele ou músculos retirados de outra parte do corpo do próprio paciente, com risco de insucesso; presença de bolhas de ar na corrente sanguínea (“embolia gasosa arterial”), complicação passível de ocorrer após a realização de alguns procedimentos médicos; queimaduras extensas; coleção de pus ou ar no cérebro, causados, respectivamente, por processo infeccioso e trauma. Veja mais aqui… https://pt.wikipedia.org/wiki/Medicina_hiperbárica

Resultado de imagem para MEDICINA HIPERBÁRICA

DÚVIDAS FREQUENTES:

  • Entrar na câmara hiperbárica doi, ou traz algum desconforto? De forma alguma, a sensação de estar em uma câmara é muito semelhante à de uma decolagem e um pouso de avião (aos ouvidos) por conta da pressurização e despressurização. Qualquer desconforto além disso pode ser facilmente controlado com manobras.
  • O tratamento tem algum efeito colateral? Alguns sinais e sintomas bastante benignos são relatados pelos pacientes. Imediatamente após a sessão, o paciente pode referir cansaço ou sonolência, cuja intensidade pode ser bastante variável. Nos raros casos em que o paciente tenha deglutido ar durante o tratamento, poderá sentir necessidade de eliminá-lo sob a forma de arrotos, até 2 horas após o término da sessão. Podem ser notadas alterações passageiras na coloração da pele (principalmente em pacientes com pele clara) as quais tendem a desaparecer progressivamente após o término da sessão. Secura da boca e garganta também pode ocorrer.

Os planos de saúde cobrem o tratamento? Sim, desde que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) editou a Resolução nº 211/2010, atualizada pela RN nº 262/2011, na qual foi inclusa a oxigenoterapia hiperbárica no Rol de Procedimentos, este tratamento passou a ser de cobertura obrigatória pelas operadoras de planos de saúde e seguradoras.

CICATRIZAR – CURATIVOS TECNOLÓGICOS E MEDICINA HIPERBÁRICA

Dr. Janduí Lopes

Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular / Cirurgia Vascular – CRM-MA 5527| RQE 1288/1289